Planeta Sustentável

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Texto sobre os Astecas-Turma 702

Curiosidades
 
1.Os astecas, apesar de usarem o cacau como moeda, faziam uma bebida quente com ele que os nobres as vezes bebiam.


2.Eles tinham religião própria conhecida como "RELIGIÃO ASTECA".


3.Os guerreiros mais inexperientes eram postos na linha de frente usavam armas simples e não tinham armadura...


4.Os guerreiros-águia e jaguar eram militares com direitos aristocráticos.


5.Eles tinham um ritual em que os sacerdotes arrancavam o coração de uma pessoa viva e a atiravam escada à baixo. Ela morria antes de tocar o chão.

 
Sociedade
 Os Astecas não eram uma sociedade escravista, ou seja os escravos eram apenas uma pequena parcela da população, isto porque os escravos que trabalhavam eram apenas os camponeses endividados (servos) que não conseguiam quitar sua dividas, só aumentá-las. Os filhos de escravos não eram escravos e podiam ir a escola.

Os Astecas se dividiam em clãs, os membros dos clãs recebiam um lote de terra ao casar, os garotos podiam se tornar guerreiros (mesmo que fossem filhos de servos ou escravos) e com sorte se tornarem guerreiros jaguar ou águia, o mais alto nível militar, com direitos aristocráticos, parte do grande conselho.
Obs.: É interessante o fato de os camponeses poderem se tornar nobres na sociedade Asteca.


Política

 O rei dividia o governo com a Mulher Serpente. Ele era encarregado pelas relações exteriores e assuntos de guerra, ao mesmo tempo a Mulher Serpente respondia pelas leis da cidade, impostos, alimentos e construções. Também havia um conselho de chefes para orientar o rei e a Mulher Serpente, encarregada de eleger o rei. A Mulher Serpente (na verdade a Mulher Serpente era um homem) era o funcionário mais importante do rei.
A função do rei era receber o tributo das cidades conquistadas, recompensar guerreiros e distribuir cereais ao povo, nas épocas de colheita escassa.


Religião
 
    Havia diversos rituais antigos, porém, os dois mais famosos entre os estudiosos são: "O Fogo Novo", no qual um homem era sacrificado e em seu peito era acesa uma chama que deveria percorrer toda a cidade para acender as outras chamas espalhadas na mesma ; era como se fosse um " reveillon " místico e com sacrifícios e danças típicas. E o outro era o sacrifício humano comum que era considerado uma honra para os guerreiros capturado ou pessoas comuns.
     Eles acreditavam que seus sacrifícios melhoravam o humor dos deuses em relação a eles (eram politeístas).
Economia
 É impressionante saber o quanto avançados eram, chego a pensar que estavam mais avançados que os europeus.
 Um bom exemplo é sua organização econômica baseada na agricultura e pesca, porém usava uma moeda pouco tradicional, o cacau, de imenso valor.
 A civilização asteca tinha sua economia baseada na agricultura e no comércio a base de trocas. O controle dos alimentos era feito por fiscais que impediam a venda de produtos estragados.
 
Localização
Habitavam a região noroeste do México, região conhecida como Astlán, daí a variação do nome "Asteca". Lendas retratam que a origem de parte do povo asteca estaria ligada a sete cavernas existentes a noroeste da Cidade do México, enquanto na maioria dos livros atuais os registros são de que os astecas não se originaram no México, mas sim migraram para aquela região.

Destruição

 No século XVI, os astecas estavam de bem com a vida. Com 50 e poucos mil habitantes. Mas nenhum de seus vizinhos gostavam deles, pela sua religião. Em 1521, Fernando Cortés chegou ao México, pacificamente... Com 40 homens, 16 cavalos e 10 canhões!
 Os astecas tomaram conhecimento de sua chegada previamente, pela descrição dos informantes.
 O chefe Montezuma (chefe asteca da época) pensou que Fernando era o Deus asteca Quetz...Quetzalcoatl, pois havia uma antiga lenda que dizia que um dia, este Deus viria da costa leste do México. Então, começou a mandar mensageiros para lhe entregarem presentes.
 Ouro, vestimentas, jóias, ouro, artesanato, ouro, jóias...Fernando Cortéz adorou. Então Cortéz, no comando, proibiu os sacrifícios humanos, destruiu os ídolos e apoderou-se da cidade, mandando a quinta parte do ouro para o rei.
 Os astecas, então, rebelaram-se, eclodindo em uma sangrenta guerra. Vitória dos europeus, por causa de seu equipamento avançado para a época. Cortez, o espanhol semi-analfabeto sedento por ouro e sangue, venceu.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário