Planeta Sustentável

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Vídeo sobre O BUDISMO


História das Religiões do Mundo - O Confucionismo e o Taoísmo.

 

China Antiga - Partes 1 e 2






Para os alunos do 6o Ano Jele e Lemos de Castro -Mesopotâmia


Acessem esse link. Vídeos e texto sobre Mesopotâmia
http://blogdoenem.com.br/enem-2013-historia-mesopotamia/

sábado, 27 de abril de 2013

TRABALHO DA ALUNA ISABELA- TURMA 802- LEMOS DE CASTRO


PARA REFLETIR


Grande Bill...
"Bill Gates foi convidado por uma escola secundária para uma palestra. Chegou de helicóptero, tirou o papel do bolso onde havia escrito onze itens. Leu tudo em menos de 5 minutos, foi aplaudido por mais de 10 minutos sem parar, agradeceu e foi embora em seu helicóptero. O que estava escrito é muito interessante, leiam:

1. A vida não é fácil — acostume-se com isso.

2. O mundo não está preocupado com a sua auto-estima. O mundo espera que você faça alguma coisa útil por ele ANTES de sentir-se bem com você mesmo.

3. Você não ganhará R$20.000 por mês assim que sair da escola. Você não será vice-presidente de uma empresa com carro e telefone à disposição antes que você tenha conseguido comprar seu próprio carro e telefone.

4. Se você acha seu professor rude, espere até ter um chefe. Ele não terá pena de você.

5. Vender jornal velho ou trabalhar durante as férias não está abaixo da sua posição social. Seus avós têm uma palavra diferente para isso: eles chamam de oportunidade.

6. Se você fracassar, não é culpa de seus pais. Então não lamente seus erros, aprenda com eles.

7. Antes de você nascer, seus pais não eram tão críticos como agora. Eles só ficaram assim por pagar as suas contas, lavar suas roupas e ouvir você dizer que eles são “ridículos”. Então antes de salvar o planeta para a próxima geração querendo consertar os erros da geração dos seus pais, tente limpar seu próprio quarto.

8. Sua escola pode ter eliminado a distinção entre vencedores e perdedores, mas a vida não é assim. Em algumas escolas você não repete mais de ano e tem quantas chances precisar até acertar. Isto não se parece com absolutamente NADA na vida real. Se pisar na bola, está despedido… RUA!!! Faça certo da primeira vez!

9. A vida não é dividida em semestres. Você não terá sempre os verões livres e é pouco provável que outros empregados o ajudem a cumprir suas tarefas no fim de cada período.

10. Televisão NÃO é vida real. Na vida real, as pessoas têm que deixar o barzinho ou a boate e ir trabalhar.

11. Seja legal com os CDFs (aqueles estudantes que os demais julgam que são uns babacas). Existe uma grande probabilidade de você vir a trabalhar PARA um deles."
"Bill Gates foi convidado por uma escola secundária para uma palestra. Chegou de helicóptero, tirou o papel do bolso onde havia escrito onze itens. Leu tudo em ...menos de 5 minutos, foi aplaudido por mais de 10 minutos sem parar, agradeceu e foi embora em seu helicóptero. O que estava escrito é muito interessante, leiam:

1. A vida não é fácil — acostume-se com isso.

2. O mundo não está preocupado com a sua auto-estima. O mundo espera que você faça alguma coisa útil por ele ANTES de sentir-se bem com você mesmo.

3. Você não ganhará R$20.000 por mês assim que sair da escola. Você não será vice-presidente de uma empresa com carro e telefone à disposição antes que você tenha conseguido comprar seu próprio carro e telefone.

4. Se você acha seu professor rude, espere até ter um chefe. Ele não terá pena de você.

5. Vender jornal velho ou trabalhar durante as férias não está abaixo da sua posição social. Seus avós têm uma palavra diferente para isso: eles chamam de oportunidade.

6. Se você fracassar, não é culpa de seus pais. Então não lamente seus erros, aprenda com eles.

7. Antes de você nascer, seus pais não eram tão críticos como agora. Eles só ficaram assim por pagar as suas contas, lavar suas roupas e ouvir você dizer que eles são “ridículos”. Então antes de salvar o planeta para a próxima geração querendo consertar os erros da geração dos seus pais, tente limpar seu próprio quarto.

8. Sua escola pode ter eliminado a distinção entre vencedores e perdedores, mas a vida não é assim. Em algumas escolas você não repete mais de ano e tem quantas chances precisar até acertar. Isto não se parece com absolutamente NADA na vida real. Se pisar na bola, está despedido… RUA!!! Faça certo da primeira vez!

9. A vida não é dividida em semestres. Você não terá sempre os verões livres e é pouco provável que outros empregados o ajudem a cumprir suas tarefas no fim de cada período.

10. Televisão NÃO é vida real. Na vida real, as pessoas têm que deixar o barzinho ou a boate e ir trabalhar.

11. Seja legal com os CDFs (aqueles estudantes que os demais julgam que são uns babacas). Existe uma grande probabilidade de você vir a trabalhar PARA um deles."

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Gabarito das provas do 1o Bimestre CEAB




Turma 1001

1.       C            

2.       D

3.       A

4.       C

5.       A

6.       C

7.       C

8.       A

9.       B

10.   E

11.   E

12.   D

13.   E

14.   C

15.   D

16.   A

17.   C

18.   B

19.   C

20.   C

Turma 2001

1.       E

2.       E

3.       C

4.       D

5.       A

6.       C

7.       E

8.       B

9.       D

10.   C

11.   A

12.   B

13.   B

14.   A

15.   B

16.   A

17.   D

18.   A

19.   A

20.   C

Turma 3001

1.       D            

2.       C

3.       C

4.       C

5.       A

6.       C

7.       C

8.       C

9.       C

10.   A

11.   E

12.   B

13.   E

14.   A

15.   C

16.   E

17.   B

18.   E

19.   E

20.   C

 

terça-feira, 23 de abril de 2013



200 dicas para vestibular e Enem [Parte I]
Posted: 22 Apr 2013 02:00 AM PDT
Vasculhando na internet, encontrei uma postagem sensacional e pra lá de completa sobre como os estudantes devem agir antes e durante as provas de vestibular. A postagem foi criada pelo professor José Carlos Dutra do Carmo, do Site Nota Dez, que me deu permissão para replicá-la aqui.
As dicas estão em ordem alfabética. Leia todas!!!
Dicas para vestibulares e Enem

1. Acertos

Concentração e tranquilidade garantem o máximo de acertos possível. Não se preocupe em tentar acertar um determinado número de questões.

2. Achismos

Nada de achismos! Não adianta fazer suposições. Utilize apenas as informações que, de fato, constam no enunciado. Não suponha nada além. Não acredite cem por cento nas figuras: acho que esse ângulo é reto. Não! Ou está escrito no enunciado que ele é reto ou terá que deduzir isso.

3. Afetividade

O estudante não pode tirar férias de sua condição humana. As relações afetivas dão ao candidato o equilíbrio emocional necessário para enfrentar a rotina de estudos.

4. Água

É importante manter-se hidratado. Beba muita água (oito copos por dia, em média). O leite e os sucos naturais de frutas, além de serem boas fontes de água, fornecem outras substâncias nutritivas essenciais ao organismo.
A água ajuda na digestão, no funcionamento dos rins e intestinos, além de regular a temperatura do corpo. Repõe a perda de líquidos aumentada com o calor e o estresse.

5. Alimentação

As proteínas, vitaminas e sais minerais são muito importantes. As frituras são desaconselhadas, pois causam transtornos gastrointestinais. Cereais, pães integrais e queijos irão deixá-lo bem mais disposto para estudar. Ingira líquido à vontade, como água ou suco natural, mas nada de refrigerantes.
Feijoada, nem pensar, porque causa sonolência, deixando o raciocínio mais lento. A alimentação balanceada é fundamental para um melhor desempenho das funções mentais. Deixe o chiclete o mais rapidamente possível. Ele fabrica ácido clorídrico e provoca sensação de fome.
Os carboidratos são a principal fonte de energia do organismo e são encontrados no arroz, na batata, massas e pães. Fazer pelo menos cinco refeições diárias, sem exagerar na quantidade, é o segredo (café da manhã, lanche, almoço, lanche da tarde e jantar).
No dia da prova, coma alimentos suaves e leves, como frutas, sucos e vitaminas. Evite comidas gordurosas, de difícil digestão, doces, chocolates, refrigerantes e balas, que causam desconforto gástrico.

6. Ambiente de Estudo

Fique longe de conversas e evite ruídos repetitivos. Evite movimentos e sons que tirem sua concentração. Não é necessário desligar-se totalmente do mundo – uma música instrumental, por exemplo, em volume mais baixo, é sempre uma boa companhia – mas resista a atender o telefone.

7. Amigos

Cultive amigos. Estabelecer relações sociais é necessário para alegrar a vida. Um ombro amigo vale para dividir prazeres e tristezas e para compartilhar momentos especiais.

8. Anotações

Manter os apontamentos é fundamental. A escrita é um poderoso instrumento para preservar o conhecimento. Tomar notas é a melhor técnica para guardar as informações obtidas em aula e em livros.

9. Ansiedade

Não carregue sobre os ombros as expectativas de seus pais. Já bastam as suas! O diálogo é a melhor saída para controlar a ansiedade de ser aprovado no vestibular. A ansiedade e o medo são considerados reações normais em situações aflitivas, como provas.
A adrenalina produzida pela ansiedade pode ajudar no processo competitivo, gerando iniciativa e garra para lutar. Aprender a ter controle sobre a situação em vez de entrar em pânico é a chave para um melhor aproveitamento da adrenalina.

10. Antes da prova

Alivie a tensão, fazendo algo de que gosta e o deixa relaxado. Assista a um filme, escute música, faça uma caminhada, etc.

11. Aproveite todos os horários

Não perca um minuto sequer do seu precioso tempo. Aproveite os minutos usados com deslocamentos, como as viagens de ônibus, por exemplo, ou as folgas no trabalho para repassar o que foi estudado.

12. Assimilação

Habitue-se a pensar, refletir, questionar e debater. O conteúdo assim torna-se assimilado, faz parte de você, pois tomou posse do saber.

13. Atividade Física

A atividade física controla a ansiedade e aumenta a auto-estima. Pratique exercícios físicos, de preferência de segunda a sexta-feira. Escolha uma de que goste e comece a praticá-la aos poucos, sem forçar muito. Lembre-se de que não é um atleta que está treinando para as olimpíadas.

14. Atualização

Manter-se atualizado é tão importante quanto estudar. Intensifique o seu grau de atualização, especialmente por meio da leitura de jornais, revistas e pesquisa na Internet.

15. Aulas

Mantenha a atenção nas aulas. É o melhor momento da aprendizagem. A assiduidade às aulas é fator de sucesso, pois é difícil achar quem substitua a explicação do professor. É a comunicação direta, dinâmica e viva.
Na lousa, as setas facilitam a percepção rápida.Há concomitância de palavras, gestos, figuras.O professor sabe de antemão os pontos mais obscuros, que apresentam mais dificuldades.
Há alunos que procedem como turistas. Aparecem de vez em quando para fazer suas visitas e, no fim do ano, se tornam especialistas em cálculos de porcentagem de faltas: aborrecem professores e funcionários da secretaria e estão sempre à deriva, em vias de entrar pelo cano.

16. Aulas Particulares

Há alunos de escolas particulares que fazem cursos paralelos de Português, Matemática e outras disciplinas. Aluno acostumado a aulas particulares acaba “bagunçando” na escola regular, já que depois é tudo explicado novamente. Além disso, torna-se dependente nos estudos, nunca estudará sozinho e jamais será um autodidata.
Há pais que enchem seus filhos de cursos paralelos à programação escolar. Aprender língua estrangeira, música, algo que a escola regular normalmente não oferece, é bom; sobrepor novo conteúdo àquilo que normalmente é desenvolvido nos cursos normais é prejudicial.

17. Autoconfiança

Acredite em si mesmo! A autoconfiança é um fator importante, que começa a partir da aplicação diária e intermitente aos estudos. Se não passar no primeiro vestibular em que se inscreveu, não desanime. Afinal, a concorrência é grande.

18. Autocontrole

Busque incessantemente o autocontrole, para evitar a ansiedade da véspera e o famoso branco. Evite conversas sobre os assuntos da prova com os colegas, para não absorver o nervosismo alheio.

19. Autodisciplina

O tempo para o descanso e o prazer são fundamentais. Organize seus compromissos de acordo com sua disponibilidade. Divida seu tempo reservando um espaço para a família, amigos e lazer. Faça uma lista de prioridades nas suas atividades e elimine as desnecessárias.

20. Auto-estima

Você vale muito mais do que pensa. Acredite na sua capacidade, estude o máximo que puder e tenha muita garra e determinação. Esqueça aquela sensação do tipo “sou um fracassado” e a substitua por “sou um ser humano digno de receber amor, carinho e atenção. Posso realizar todos os meus sonhos porque sou capaz!”
Vale a pena enfrentar tudo com alegria e descontração porque o sistema funciona e costuma ser honesto, privilegiando apenas aqueles que estudam muito e desenvolvem sua mente. A diferença de nota entre o primeiro lugar e o primeiro reprovado, em geral, é muito pequena.

21. Auto-suficiência

A escola não influencia de maneira decisiva o desempenho do aluno no vestibular, nem substitui, de forma alguma, a garra e a vontade de vencer. Ao estudar sozinho, o candidato às vezes perde longas horas tentando resolver as questões mais cabeludas, dá um trabalhão danado, mas aprende para valer e nunca mais esquece.
O que realmente é decisivo para a obtenção de altas notas no vestibular são aquelas horas em que estudou a matéria sozinho, em casa ou na biblioteca. O que faz a diferença mesmo é “enfiar a cara no livro”, enfim, virar-se por conta própria.
A auto-suficiência contribui para beneficiar o amor próprio, o que estimula o aluno a levar adiante suas inúmeras tarefas escolares. Ele passa a confiar no próprio taco, e por isso suporta qualquer adversidade nas provas, encara tudo com otimismo e peito aberto.

22. Banheiro

Antes de entrar para uma prova, jamais se esqueça de fazer suas necessidades fisiológicas. Deixe seu cérebro cuidar apenas das questões que o vestibular lhe trouxer.

23. Banho

Tomar um banho morno antes da prova, finalizando com uma ducha fria pode ajudar muito. Mas é preciso não absorver o choque térmico. Grite bem alto quando o corpo receber água fria. Solte seus bichos.

24. Bebidas Energéticas

Muitos candidatos, na busca de garantir mais tempo para os estudos, tomam bebidas energéticas, muito usadas hoje em dia. O uso frequente desses produtos pode levar à dependência e até a problemas cardíacos – como a taquicardia, por exemplo – além de gerar efeito depressivo.
Muitas dessas bebidas energéticas contêm alta dosagem de cafeína e, algumas, até álcool. Outras misturas, como coca-cola com café e pó de guaraná com acerola prejudicam o sono e afetam a memória e a capacidade de concentração. Portanto, não entre nessa onda!

25. Biblioteca

Vá às bibliotecas com frequência para pesquisar e aumentar seus conhecimentos.

26. Biologia

Estude questões básicas: estrutura e função dos componentes celulares; divisão celular; leis de Mendel; genética dos grupos sanguíneos; processos de digestão, respiração, circulação e excreção; regulação hormonal e nervosa; fisiologia vegetal; efeitos dos principais poluentes, etc.

27. Branco

Cuidado! Administre o branco, não fique desesperado. Às vezes, um aluno mediano, de cabeça-fria, se sai melhor nos vestibulares em função de sua calma. Na hora da prova, a pessoa com excesso de ansiedade pode apresentar sintomas como taquicardia, distúrbios gastrointestinais, transpiração em demasia (sudorese), entre outros.
O que fazer na hora do branco? Nada! O vestibulando deve acalmar-se, pensar em coisas boas naquele momento. Se cumpriu todas as obrigações, estudou, preparou-se, não precisa se preocupar.

28. Cadeiras

Escolha cadeiras confortáveis, que, depois de horas de estudo, não causem dores na coluna, nos braços e nas pernas. Ficar deitado ou recostado na cama pode causar sérios problemas posturais. Nunca estude deitado, para não cair no sono.

29. Cálculos

Além da interpretação cuidadosa dos enunciados das questões, os vestibulandos devem redobrar a atenção nos cálculos. Qualquer descuido será fatal.

30. Caligrafia

As anotações bem feitas serão de grande valia na hora de estudar em casa. A boa letra dos textos nos cadernos, nas aulas de Redação e nas provas dissertativas contribui para o sucesso do estudante.
A letra legível nas provas e redações (não precisa ser redondinha, pedagógica) contribui para que o avaliador entenda o pensamento e as respostas do aluno.

31. Calma

Não dá para estudar tudo de uma só vez! Mantenha-se calmo, pois só assim terá condições de se concentrar e de fazer uma boa prova. Vá com calma. Lembre-se de que relaxar é importante e não deve ficar fora de sua programação!
Reservar um pouco de tempo para o esporte, o lazer, a diversão e a vida social também é fundamental.

32. Caneta, lápis

Não desafine na hora da prova! Caneta ou lápis na mão, deslizando pela questão. É uma dica que dá até rima de samba. Mas é bom ficar ligado nas perguntas, nos textos e nos temas das redações. Sublinhar os pontos importantes é uma boa maneira de identificar o que realmente se pede.
Deixe de lado o que não interessa na compreensão do enunciado e fique atento para verbos como “cite”, “explique”, “justifique”, que direcionam sua resposta. Não responder o que o exame está pedindo é meio caminho andado para o samba desandar.

33. Cansaço

O cansaço deve ser respeitado. Não lute contra ele. Pode ser uma tremenda furada! Não ultrapasse os limites do seu corpo. Quando estiver muito cansado, deite e durma. No dia seguinte, ou mesmo depois de algumas horas, acordará com mais disposição, com certeza!

34. Carreira, profissão

É muito importante escolher algo de que se vá gostar. O fator “grana” também pesa bastante na escolha da profissão. Não se engane: não há carreira que garanta prosperidade financeira.
Fale com amigos, familiares, professores, profissionais da área. Com essa “bagagem”, terá condições de tomar uma decisão mais tranqüila e com maiores chances de acerto.
O mercado e as perspectivas de um futuro crescimento também têm que ser levados em conta. Muitas carreiras têm grande oferta de profissionais e fraca demanda de vagas, provocando altos índices de desemprego.
Escolher uma carreira não é uma tarefa fácil. A tomada de decisão é sempre cercada de dúvidas, emoções e influências. Nessa hora, é preciso pesar cada opinião, desejo e vocação para fazer a escolha certa. Nunca desconsidere as pressões familiares, que são inevitáveis.
Afinal, seguir a profissão do pai e manter a tradição familiar ou ser o “primeiro médico na família” é o sonho de muitos lares. Nada de errado nisso, desde que respeitem suas convicções e que não o levem a perder de vista seus planos.

35. Causas do fracasso no vestibular

Falta de concentração. Estudar, comer, beber e ouvir música, ao mesmo tempo, é impossível. Falta de sensibilidade e determinação. Estudar não é fácil, exige pique, paciência e muita vontade.
Falta de disciplina e horário de estudo. É o caso do aluno que se porta como se fosse milionário, ou seja, somente estuda quando está a fim! Falta de preparação conscienciosa e diária para as provas. Trata-se do estudante turista, que só estuda nos dias que antecedem os exames.
Indecisão quanto ao futuro profissional. O candidato que presta vestibular para várias carreiras diferentes e faz as provas com displicência tem grandes chances de fracassar. Falta de atenção às aulas. Prestar atenção é melhor do que ficar distraído, pois, além de proporcionar aprendizagem efetiva, dá a sensação de que a aula passa mais depressa.

36. Chocolate

A uva passa pode trazer energia mais rapidamente e de forma mais saudável. Contrariando a velha crença, a verdade é que o chocolate não é sinônimo de energia. Demora para ser digerido por ter em sua composição maior quantidade de gordura do que de carboidratos.

37. Colegas

Fuja dos “turistas” ou “parasitas”. Escolha um bom ambiente de estudo. Uma turma de alunos que dá mais valor a festas do que a aulas sérias torna qualquer trabalho profissional um sacrifício, tanto para os professores quanto para os colegas.

38. Competição

Ame ao seu próximo como a si mesmo mas sem deixar de lembrar que, no dia do vestibular, competirá com ele. Ninguém precisa rejeitar os amigos nem adotar um comportamento agressivo, mas é necessário ser competitivo no momento da prova para buscar o melhor desempenho possível.

39. Compreensão

Peça a compreensão de seus pais, irmãos, amigos, namorada ou namorado. Explique-lhes que tem de reduzir os contatos sociais para ler mais e poupar-se para o vestibular.

40. Concentração

Tente ficar só consigo mesmo. Praticar pacientemente contribui para o desenvolvimento de sua capacidade de concentração.
Quando estiver estudando, leia com o objetivo de entender, reter e lembrar. Releia os pontos principais do assunto e depois escreva-os. Volte ao texto, confira os erros e as omissões. Mas não se esqueça: pratique a concentração em tudo o que fizer na vida.
Se sua atenção estiver num ritmo lento, descubra o motivo e o elimine imediatamente. A fome pode ser uma das razões, como também a ansiedade, a depressão e a tensão. Caso o problema seja de difícil solução, não pense duas vezes: procure ajuda.

41. Conteúdo

Não acumule assunto. É fundamental estudar todo o conteúdo do programa para evitar surpresas.

42. Corpo

Associe o ato de estudar ao prazer. Lembre-se de que vestibular não é só cérebro. Utilize o corpo como instrumento da aprendizagem. Todo o corpo está engajado na conquista. Mantenha-o confortável. Grife, sublinhe, coloque sinais nas margens das apostilas e dos livros.
Mexa-se, faça alguns alongamentos, cuide da postura durante o período de estudo. Num quadro ou em cartazes, reproduza a matéria como se estivesse dando uma aula. Aprendemos melhor quando usamos todos os órgãos dos nossos sentidos. Levante-se e leia em voz alta.
Participe de atividades práticas, vivendo a experiência nos laboratórios, museus ou navegando pela Internet.

43. Corpo são, mente sã

A prática de esportes é fundamental. Não use estimulantes ou drogas para mantê-lo alerta. Exercício físico, repouso e diversão são fatores que mantêm a mente alerta e saudável.

44. Correção da redação

O principal aspecto a ser considerado é o tema proposto. Se você se afastar do tema solicitado, perderá alguns pontos nesse item. Se fugir totalmente dele, terá sua redação anulada, mesmo se tiver escrito um texto brilhante.

45. Corretor

Mantenha a lógica: é muito comum, em provas dissertativas de Matemática, Física e Química, o aluno provocar um estresse no corretor, deixando-o louco devido às inúmeras flechas, rabiscos, contas, colocação errada de sinais, expressões que surgem do nada, equações que caem do céu, entre outras coisas.
Então, tenha cuidado com a colocação correta dos sinais. Exemplo: numa equação podemos ter um aluno que escreva: x+2=1=x=1-2=x=-1. Entendeu? Imagine o corretor, o que não sofre! O correto seria: x + 2 = 1 = > x = 1 – 2 = > x = -1. Essa flecha (=>) significa implica.

46. Corrida

Leia atentamente os enunciados para interpretá-los de maneira correta e responder às questões com precisão. Utilize todo o tempo disponível para resolver a prova sem atropelos, pois não se trata de teste de velocidade e você não está disputando nenhuma olimpíada.

47. Cultura Geral

Não seja o último a saber das coisas! Engana-se quem acredita que apenas os livros são suficientes para se dar bem no vestibular. A criatividade e o raciocínio são estimulados pelo informal, que, de quebra, também acaba dando uma força em assuntos como Literatura, Redação e Atualidades.
No mercado de trabalho atual, o profissional não pode descuidar da formação geral, que lhe dará agilidade de atualização constante. A cultura geral abre os horizontes do técnico, do cientista, do pesquisador.
Leia muito sobre temas da atualidade e converse sempre com amigos e familiares. Vale a pena estar em sintonia com pontos de vista diferentes para ampliar o conhecimento e enriquecer sua argumentação.
As pessoas precisam conhecer cinema, literatura, música e outra língua estrangeira e nunca desprezar uma oportunidade de atualização e aprendizagem. Se cultura geral é bom, ter habilidade no manuseio da língua materna é imprescindível.
Ler jornais, ver bons filmes, navegar na Internet, enfim, enriquecer e diversificar sua cultura pode ajudá-lo até na hora da temida redação e o manterá atualizado. Nesse mundo globalizado, tanto a formação quanto a informação são moedas de peso incalculáveis. Por isso, corra atrás dos noticiários, das revistas e de tudo aquilo que possa ajudá-lo a ampliar sua visão de mundo.
Ilude-se aquele que diz: “Serei engenheiro, para que me serve o português?” Ele convive com pessoas que falam a mesma língua, portanto falar corretamente é um bom “marketing”. Além disso, o engenheiro poderá ser um dirigente de empresa, logo não deve ficar refém dos conhecimentos lingüísticos de sua secretária. Como chefe, precisa conhecer o português culto melhor do que ela.

48. Cursinho

Os cursinhos são bons para estimular quem tem pouca base e para sistematizar o estudo daqueles que não conseguem desenvolver o hábito de estudar sozinhos em casa.
Para quem vai fazer cursinho, o ideal é programar mais duas horas por dia de estudos. Não adianta apenas frequentar as aulas. Faça seriamente todos os simulados. Sente-se nas primeiras cadeiras da sala para ter o melhor aproveitamento possível das aulas.

49. Curso

Lembre-se de que a escolha de um bom curso será fator decisivo para seu sucesso profissional. Conheça o curso que pretende fazer. Uma decisão equilibrada é fundamental para que não perca o rumo na hora de estudar.
Consulte a lista dos melhores cursos no Brasil. Revistas como Playboy, Guia dos Estudantes e o site do Ministério da Educação divulgam as melhores universidades e cursos.

50. Decoreba

A maneira ideal de se guardar um conceito é por meio do entendimento e não de decorebas. Tenha o costume de anotar as observações dos professores durante as aulas, faça resumos, marque com canetas coloridas o que mais lhe chamar a atenção.
As informações são retidas em nossa memória em 18% quando ouvimos, e podem chegar a 90% quando escrevemos. Portanto, não decore, aprenda. Só assim será capaz de manipular seu conhecimento com criatividade.
A tendência dos principais vestibulares é a de privilegiar o raciocínio, não a capacidade de memorização.

51. Depois da Prova

Não conte nos dedos os dias que faltam para sair o resultado. Relaxe, pois seu excesso de expectativa pode se tornar uma decepção muito grande se não passar.
Também não fique contando ponto por ponto, para saber o total que conseguiu. Apenas confira cada questão e espere o resultado. Se for reprovado, não se desespere, porque muitas outras chances surgirão em sua vida. Estude mais para o próximo vestibular que, com certeza, obterá êxito.

52. Depressão

A depressão é uma conseqüência frequente em situações de pressão intensa. Os exercícios físicos aumentam as substâncias químicas cerebrais geradoras de bem-estar e irão ajudá-lo a sentir-se muito melhor.
Os deprimidos precisam de motivação, palavras amigas, carinho, compreensão, medicamentos adequados e ajuda — às vezes até de Deus.

53. Descanso

Após o almoço, descanse ou durma durante um período de 30 a 60 minutos. Lembre-se de que bons resultados são conseguidos com 10% de inspiração, mas, principalmente, com 90% de transpiração, ou seja, trabalho e muita perseverança.
O sono tem grande importância na fixação dos conhecimentos. Você pode estudar o dia inteiro, mas seu esforço terá sido em vão se, em seguida, não tiver uma boa noite de sono. Enquanto dormimos o cérebro fixa o que foi aprendido durante o dia.
Ninguém é de ferro ou absoluto a ponto de dispensar um tempinho de lazer. Descanse sempre depois de um longo período debruçado sobre livros e apostilas. Outro ponto importante para garantir o equilíbrio do vestibulando durante as provas é o descanso do corpo, com uma boa noite de sono, de seis horas no mínimo.

54. Desconforto

Evite tudo aquilo que causa desconforto, como, por exemplo, estudar com fome. Ansiedade e depressão? Tente deixá-las de lado, para que tenha um rendimento máximo na hora dos estudos.

55. Desespero

A prova do vestibular é o término de um processo. O conhecimento exigido no vestibular é construído ao longo dos Ensinos Fundamental e Médio.
O melhor momento para aprender é a explicação em aula, seja em colégios ou em cursinhos, à qual o aluno deve prestar o máximo de atenção.
Jamais estude em última hora o que não aprendeu o ano todo. Ninguém consegue assimilar assuntos extensos momentos antes de uma prova, e o estudo precipitado pode confundir aquilo que foi realmente aprendido.

56. Desinteresse

As seguintes frases são típicas de aluno preguiçoso e desinteressado: “Não sei fazer, sou burro; nada entendi; essa matéria é muito difícil; é muito assunto; é preciso adiar a prova; por favor, não marque prova para segunda-feira”.

57. Determinação

Perseverança e dedicação são ingredientes fundamentais para o sucesso de seus estudos. Não adianta xingar as provas do vestibular, falando que é tudo decoreba, pois esse tipo de desculpa não leva a lugar algum.
Mesmo que a prova esteja lhe parecendo muito difícil, não desista dela. Pense que todos estão concorrendo em condições iguais e que, se acreditar, seu desempenho vai crescer muito. Se porventura não for aprovado, é porque não estudou o suficiente.

58. Deus

Acredite sempre em Deus, que Ele o ajudará. Mas lembre-se de que Deus só ajuda a quem se ajuda, ou a quem cedo madruga. Isto é, terá de estudar muito para merecer a proteção divina.

59. Dia da prova

Tome um longo banho, para relaxar, e um café da manhã reforçado. O estresse aumenta a transpiração, portanto, tome muita água ou suco de frutas nesse dia.
Afaste-se dos pessimistas de plantão e, também, dos eufóricos que afirmam gabaritar as provas. O almoço deve ser leve, à base de verduras e legumes, frango ou peixe grelhados e frutas. Refeições pesadas podem causar sono e retardar o raciocínio.

60. Dicionário

Utilize, sempre que necessário, um bom dicionário, a fim de não engolir palavras de significados duvidosos ou mesmo desconhecidas.

61. Disciplina

Crie um horário de estudo rígido e não se afaste dele. O tempo de sono, por exemplo, tem que ser preservado. Levante cedo, trabalhe duro e deixe as futilidades de lado.
Na alimentação, dê preferência a frutas, líquidos e alimentos leves. Remédios contra a ansiedade e estimulantes não devem ser tomados por conta própria. A disciplina nos estudos é importante, mas deve haver espaço para o lazer. O lazer diminui a possibilidade do estresse.

62. Documentos

Faça uma cópia autenticada da carteira de identidade e do cartão de ingresso, por precaução. Não os guarde junto com os originais.

63. Dormir

Não durma logo após o jantar. O ideal é manter um intervalo de quatro horas até a hora de dormir.

64. Download

Download é um mecanismo de transferência de arquivos, ou seja, é a forma de se obter um arquivo qualquer da Internet, seja no formato de música (mp3), jogo, aplicativo, material para estudo. É uma ferramenta de trabalho valiosa que a Internet oferece, gratuitamente, que muito contribuirá com o aprendizado dos estudantes em qualquer área.

65. Drogas

A cocaína e a maconha provocam esquecimento. Elimine todas as drogas, como álcool, tranquilizantes, etc.: tudo isso age no sistema nervoso central.

66. Durante a Prova

Fique atento quanto à duração da prova. Na prova escrita, planeje mentalmente as respostas antes de colocá-las no papel. Não perca muito tempo para resolver um quesito; responda primeiro aos mais fáceis.
Leia com muita atenção as questões para entender claramente o que está sendo pedido. Preste bastante atenção nos enunciados das questões e tome cuidado com as pegadinhas. Não deixe para o final o preenchimento do gabarito: faça-o quando estiver faltando dez minutos para o término do exame.

67. Dúvidas

Não leve dúvidas para casa. Aproveite ao máximo a presença do professor em sala de aula. Portanto, tire suas dúvidas somente com pessoas certas.

68. Enunciado

O enunciado diz tudo: fique restrito a ele. Interprete-o na íntegra, ao pé da letra, sem inventar nada.

69. Equilíbrio

Tão importante quanto manter o controle da situação é manter o equilíbrio! Extermine a preguiça, ou, num outro extremo, a tentativa de fazer mais do que realmente consegue. Em ambos os casos corre o risco de acabar não fazendo nada.
Muitas informações juntas ao mesmo tempo acabam atrapalhando a atenção, já que o cérebro tende a se dispersar depois de alguns minutos, podendo perder informações importantes.
Faça uma coisa de cada vez! Ler e assistir TV ao mesmo tempo não é, definitivamente, uma boa ideia!

70. Escrever

Escreva pelo menos duas redações por semana, procurando variar o estilo. Faça uma informativa, outra existencialista, e, ainda, uma histórica, modificando os temas, pois isso o ajuda a desenvolver a escrita e a articular o pensamento. Escrever bem não tem fórmula: é algo que se conquista ao longo do tempo, com muito treino.

71. Espião

Não espie a prova do vizinho. Os fiscais não são cegos! Já pensou ser eliminado do vestibular por pura infantilidade?

72. Esquemas

Faça esquemas, gráficos, mapas, resumos, sempre que desejar dominar um conteúdo extenso.

73. Estimulantes

Abandone o fumo e beba só socialmente. O café possui cafeína, um estimulante que pode aumentar a ansiedade. Não ao fumo, álcool, café e remédios. Em excesso, atrapalham o metabolismo do organismo.
O uso de medicamentos, indiscriminadamente, pode causar efeitos colaterais. Só tome remédios indicados pelo médico.

74. Estresse

Excesso de trabalho não é sinônimo de estresse. Tudo depende de como se vivencia os problemas. Quem aprende a mudar o que pode ser transformado e sabe conviver com o que não há jeito, praticamente elimina a possibilidade de desenvolver o distúrbio.
O estresse positivo torna a pessoa mais forte em momentos difíceis e leva-a a resolver seus problemas num curto período de tempo.
Cansaço, irritação, ansiedade, tensão muscular. Se apresenta estes sinais de forma constante e com muita intensidade, e se, depois de uma consulta médica, não encontrou a causa física, provavelmente está sofrendo de estresse. É uma reação do organismo a um fato que muda a nossa rotina.
Não precisa ser um acontecimento ruim. Pode ser consequência de uma situação de felicidade, medo, perda, etc.
O estresse altera o humor, a fome e o sono, e pode desencadear perda de memória, problemas de pele, asma, alergias e até hipertensão. A maneira mais fácil de detectar o distúrbio é prestar atenção a todas as alterações do organismo, principalmente a questões de ordem emocional.
Problemas no relacionamento familiar, queda na produtividade, baixa auto-estima e sensação de estar desajustado com o mundo são consequências diretas do estresse. Para dominá-lo, basta assumir uma atitude relativamente simples: pensar positivo.
Realizando-se as tarefas diárias com satisfação, elimina-se o que é desnecessário e valoriza-se a qualidade de vida.

75. Estudar

Aproveite o trajeto no ônibus ou as folgas no trabalho para repassar o que já foi estudado. Estude com energia, persistência e determinação. Estudar exige mais do que paciência e força de vontade.
Requer, também, muita disciplina e o domínio de algumas técnicas – às vezes, simples – para que o aprendizado se realize com máxima eficiência e em pouco tempo.
A preparação para uma prova não envolve só conhecimento. Quando há muita coisa em jogo, como é o caso do vestibular, as emoções são um item de peso. Não há uma regra milagrosa para garantir o controle emocional. O apoio irrestrito dos pais, amigos e dos professores será muito importante.
O estudo em sala de aula deve ser complementado em casa, especialmente no que se refere às aulas expositivas, em que o aluno só escuta. Lembre-se de que, enquanto o professor está expondo a matéria, tudo parece mais simples. No entanto, ao se debruçar sobre o livro, as dúvidas começam a surgir.
E nada melhor que uma dúvida para estimular o aprendizado, pois, nessa hora, a atenção fica totalmente voltada para o conteúdo a ser estudado.

76. Estudar em casa ou fazer cursinho?

O cursinho pode até atrapalhar. Estudar em casa é essencial para quem quer ingressar na universidade. Fazer cursinho, sem conseguir tempo e disposição para estudar em casa, não adianta.

77. Estudar em última hora

A prova do vestibular é o término de um processo. O conhecimento exigido no vestibular é construído ao longo do Ensino Médio. O melhor momento para aprender é a explicação em aula, à qual o aluno deve prestar o máximo de atenção.

78. Estudar excessivamente

Estudar demais, desesperadamente, inclusive logo após as refeições, é perigoso para a saúde e pode causar bloqueio. Quando as provas estiverem próximas, faça uma revisão geral, sem atropelos de última hora. Apavorar-se e entrar em pânico não vai resolver seu problema.
Ao extrapolar o hábito de estudar o estudante acaba perdendo a capacidade de assimilar o conteúdo. Portanto, é necessário que relaxe para que não haja saturação da mente.
Os estudantes que concorrem a uma vaga na universidade e estudam exageradamente às vésperas das provas podem ter sua classificação comprometida. Exaustos, podem sofrer um “apagão” no momento em que estiverem respondendo às questões e puxando pela memória.

79. Estudar sozinho

Aprender a estudar sozinho exige organização e perseverança. Se não tem condições financeiras para pagar um cursinho, enfie a cara nos livros. Sua força de vontade e determinação vencerão.

80. Exemplos, ganchos

Elabore seus próprios exemplos (ganchos), relacionando os conteúdos estudados. O método mnemônico é um bom recurso para o aprendizado. Pode ser usado, por exemplo, na associação de uma matéria com alguma música que possa cantarolar aonde quer que vá.

81. Exercício difícil

Evite fixar-se em conteúdos ou exercícios com algum grau de dificuldade até chegar a uma resposta. Prefira seguir adiante, retomando esse tema complexo após ter passado por outros assuntos, que podem, inclusive, ajudar a resolver questões anteriores.

82. Exercícios

Não perca nenhum exercício. Eles são oportunidades ímpares para treinar a situação da prova e aprender a controlar suas emoções, o tempo e a desenvolver métodos mais eficientes de ataque e resolução de questões.
A solução de muitos exercícios é que vai consolidar a aprendizagem e proporcionar melhor fixação de todos os conteúdos. Portanto, faça muitos exercícios, às centenas, sempre refazendo os que errou. Eles o ajudam a memorizar mais facilmente o que estudou.

83. Exercícios, problemas

Estudar Física, Matemática e Química, por exemplo, sem fazer centenas de exercícios e problemas, é impossível. Só se aprende treinando.
Estude as ciências exatas fazendo uma infinidade de exercícios. A prática constante leva à mecanização de certos procedimentos que poupam um tempo precioso na hora da prova.
Prefira os exercícios com respostas. Eles lhe dão a possibilidade de rever todo o procedimento em caso de erro. E essa prática é uma forma de sedimentar conhecimentos e fixar a matéria.

84. Faculdade

Investigue a faculdade onde pretende estudar. Visite-a, passeie pelos seus corredores, observe dentro das salas de aula, entre nos laboratórios e bibliotecas e tire suas conclusões.
Outras informações de suma importância: lista de professores, titulação de cada um, relação dos cursos oferecidos e avaliação que cada curso obteve no último Provão do MEC.
O risco de se sair de uma faculdade totalmente despreparado para o mercado de trabalho realmente existe. Para evitá-lo é preciso, antes de mais nada, escolher com muito cuidado onde pretende estudar.
Se terminar seu curso numa faculdade ruim terá remotas chances de conseguir uma colocação no concorrido mercado de trabalho.

85. Falta uma semana

Calma. Alivie a carga, mas seja fiel à sua escolha. Na véspera da prova, abandone as apostilas. Use o tempo para rever conceitos fundamentais. Depois de tanto esforço, talvez o melhor seja pensar que o destino já está traçado.

86. Família

Um ambiente tranquilo é o mais recomendável para o estudo. Os pais não devem ficar repetindo ao filho que passaram no vestibular logo na primeira tentativa. A auto-estima dele vai para baixo. Filho não é xerox do brilho dos pais.
Todo o grupo familiar deve colaborar com o vestibulando, mas sem cobrar dele um tempo exagerado de estudo, por exemplo, para não aumentar sua ansiedade. É preciso reconhecer o esforço do filho e saber acalmá-lo e elogiá-lo quando ele se mostrar mais sensível e inseguro.
Quando estiver exausto, prestes a jogar a toalha, é recomendável animá-lo. Uma palavra de incentivo dos pais pode valer muito mais do que horas de terapia.

87. Fé

O vestibular é muito concorrido e toda ajuda de Deus sempre é bem-vinda! Não vale só pela oração em si, mas, também, pela providencial troca de carinho e de bons fluidos entre você e os membros de sua família.

88. Figuras

Um erro muito comum, principalmente no que se refere às questões de exatas, é acreditar cegamente nas figuras. Cuidado! As figuras são apenas ilustrativas e nem sempre mostram a coisa como realmente é. Exemplo: na figura, um certo ângulo aparenta ser obtuso, enquanto, na verdade, por meio de cálculos, verifica-se ser ele agudo.

89. Filme

Assistir a filmes é uma maneira agradável e proveitosa de estudar, principalmente nos finais de semana, quando precisamos relaxar um pouco mas somos perseguidos pelo fantasma da culpa de não estarmos estudando. Adaptações cinematográficas de obras literárias servem de auxílio para compreender os livros.

90. Física

Não deixe de estudar: movimento circular e uniforme; composição de movimentos; força centrípeta; lei de Arquimedes; dilatação dos líquidos; espelhos planos e esféricos; equação fundamental da ondulatória; resistores elétricos; lei de Coulomb (força eletrostática); movimento de partículas eletrizadas, etc.

91. Força de vontade

A boa vontade é uma varinha mágica que abre todas as portas. A atividade intelectual é movida pela energia da vontade e é legitimada pela ação. Uma vontade forte é uma esperança realizada. Esta é uma verdade para quem estuda, porque vence quem insiste e persiste.
O aluno não pode esperar milagres da escola e dos professores. Como se nota, a perseverança e a disciplina são as chaves do sucesso nos estudos.

92. Futuro

Você é capaz de subir um degrau a cada pensamento digno e confiante. Olhe sempre para cima! No ponto mais alto da imaginação está seu merecido lugar.

93. Generalizar

Não generalize! Jamais confunda alguns com todos ou poucos com nenhum.

94. Geografia

Já aconteceu de esquecer quais são os nove planetas do sistema solar? Atenção para questões que se relacionam com fatos recentemente noticiados pela mídia. Fique esperto também diante de noticiários dos jornais nacionais transmitidos pelas emissoras de TV.
Para um melhor resultado, o programa deve ser utilizado com vistas a analisar a realidade, temas atuais e problemas que assolam o Brasil e o mundo. É provável a incidência de quesitos sobre vulcões ativos, muçulmanos, Filipinas, Indonésia, Israel, Iraque, Palestina, clima, vegetação, população, industrialização, desenvolvimento tecnológico e migração.
A cada vestibular, as provas de Geografia se tornam cada vez mais complexas. Uma boa preparação exige cuidados do estudante, como conhecer muito bem todo o conteúdo de Geografia Geral e do Brasil, dentro do programa do segundo grau.
Como as provas estão cada vez mais difíceis, o aluno deve treinar sua capacidade de análise e interpretação, não apenas de textos, gráficos, tabelas e espaços geográficos, mas também sua capacidade de identificar esses espaços e inter-relacionar fatos que parecem ter uma ligação que não têm.
Questões sobre Pirâmides Etárias são constantes nas provas de Geografia. Costumam cair, igualmente, muitos quesitos sobre os diferentes tipos de vegetação do território brasileiro. O Agreste, por exemplo, constitui uma zona nordestina, de solo pedregoso com pouca vegetação, que separa a mata do sertão.
Para ir bem na prova de Geografia, não basta grudar mapas pelas paredes do quarto. Deve, freqüentemente, dar uma olhada nos jornais e revistas, à procura de informações sobre os últimos grandes acontecimentos mundiais e nacionais, já que muitos deles terão presença certa na sua prova de vestibular.

95. Glicose

Todos devem fazer lanches ricos em vitaminas C e E e alguns minerais, como magnésio, zinco e potássio. O estudante deve manter sempre equilibrado o suprimento de glicose, pois o cérebro se nutre de glicose pura. Durante os estudos, há um gasto muito grande de energia.

96. Gramática

Atenção aos pronomes: este e aqueles. Erros de concordância também são fatais. Coisas do tipo: “hoje em dia, a vida tem menas problemas do que…”.

97. História

Interprete e não decore: escravismo antigo e colonial; cultura clássica e renascimento cultural; feudalismo e capitalismo; índio, negro e branco na formação social brasileira; ditaduras militares na América Latina; nova ordem mundial e globalização, etc.

98. Horário

Planeje pausas para relaxar o corpo e a mente. Estipule um horário para iniciar seus estudos e para acabar também. De preferência, num período em que não tenha outras atividades.

99. Ideias

Discuta com pessoas credenciadas aspectos, pontos ou assuntos da programação que porventura apresentam um caráter mais complexo. A troca de informações é sumamente importante para o aperfeiçoamento de sua aprendizagem.

100. Inglês

É essencial ter bom vocabulário e o hábito da leitura. Questões gramaticais: tempos verbais, verbos anômalos, voz passiva e discurso indireto. As provas atuais enfatizam a leitura e a compreensão de textos. Tenta-se averiguar a capacidade de ler e entender um texto em língua estrangeira.
 
 
 
Fonte: História Digital


Inconfidência Mineira
 
A outra face da Inconfidência- livros revelam histórias dos inconfidentes que contradizem a imaginação popular. Confira na reportagem de Soraya Fideles.
 
 
 

Dicas de leitura: De aquecimento Global a Fibonacci
 
Dicas de leitura: De aquecimento Global a FibonacciEstudar apenas o conteúdo programático do ensino médio não basta para quem quer arrebentar no Enem 2013. Afinal, o exame exige dos candidatos muita atenção na leitura, boa interpretação de texto e conhecimentos dos assuntos mais relevantes da atualidade.
Portanto, segue algumas recomendações de notícias e/ou artigos que deixarão você bem informado, além é claro de melhorar sua capacidade de concentração na hora da leitura.


Noticia de hoje, do G1, apresenta dados interessantes de um estudo sobre aquecimento global, coordenado pela Universidade de Nova Gales do Sul, na Austrália, e que teve a participação de 78 cientistas de 24 países.

Quase todo mundo já ouviu falar, mas poucos realmente a conhecem de fato. O que tal sequencia tem a ver com a “proporção áurea”?

Horacio Cartes, volta do Paraguai ao Mercosul, Nicolás Maduro etc. Caso não esteja relacionando esses termos e nomes, é bom começar a se informar do nosso bloco econômico e do cenário político da América Latina.

O Brasil já foi considerado a “Arábia Saudita do etanol”. Agora importamos álcool. Que tal entender melhor essa reviravolta?

Quem vai prestar o Enem tem que estar antenado nas principais noticias do Brasil e do Mundo. E certamente o atentado da semana passada na Maratona de Boston, no estado de Massachusetts (EUA), é a bola da vez.
Estas são nossas indicações de hoje. Boa leitura a todos!


Veja como arrebentar no Enem 2013!


 

Smart Kids

Site para crianças se divertirem aprendendo!

Seguidores