Planeta Sustentável

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Questões : Família Real e Independência


1 — (Fatec/SP — 1995) A abertura dos portos, realizada por D. João (1808), teve amplas repercussões, pois na prática significou:

a) o aumento sensível das exportações sobre as importações, com a restauração da balança de pagamentos.
b) o estabelecimento de maiores laços comerciais com Lisboa, conforme o plano de Manuel Nunes Viana, paulista de grande prestígio.
c) manutenção da politica econômica mercantilista, segundo defendia José da Silva Lisboa.
d) o rompimento do pacto colonial, iniciando em novo processo que culminou com a Independência.
e) a intensificação do processo de independência econômica do Brasil, em face da liberdade industrial.


2 - A respeito da Revolução Pernambucana de 1817, considere as seguintes afirmativas:
I. Foi marcada por forte sentimento antilusitano, resultante do aumento dos Impostos e dos grandes privilégios concedidos aos comerciantes portugueses.
II. Não contou com o apoio de religiosos e militares, tendo apenas a adesão dos demais segmentos da população,
III. Foi uma revolta sangrenta que durou mais de dois meses e deixou profundas marcas no Nordeste, com os combates armados passando de Recife para o sertão, estendendo-se também a Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte.
IV. A revolta foi sufocada apenas dois anos depois por tropas aliadas, reunindo forças armadas portuguesas, francesas e inglesas.
V. Propunha a República, com igualdade de direitos e a tolerância religiosa, mas não previa a abolição da escravidão .
São verdadeiras apenas as afirmativas:

a) I, III e V
b) I, II e III
c) I,IV e VI
d) II,III e IV
e) II, III e V


3 - A transferência do governo português para o Brasil, em 1808, teve ligação estreita com o processo de emancipação política da colônia porque:

a) introduziu as ideias liberais na colônia, incentivando várias rebeliões.
b) reforçou os laços de dependência e monopólio do Sistema Colonial, aumentando a insatisfação dos colonos,
c) incentivou as atividades mercantis, contrariando os interesses da grande lavoura.
d) favoreceu os comerciantes portugueses, prejudicando os brasileiros e os Ingleses (gados ao comércio de importação.
e) instalou no Brasil estrutura do Estado português, reforçando a unidade e a autonomia da colônia.

4 - A luta para construir a autonomia política do Brasil contou com várias rebeliões, em que se destacaram reflexões sobre a questão da escravidão, que tanto atingiu a nossa história, Os escravos foram decisivos para a produção da riqueza social e sofreram com a exploração política e física dos seu senhores. Sobre a luta contra a escravidão no Brasil, podemos afirmar que:

a) não houve resistências dos grandes proprietários, preocupados apenas com os lucros da exportação de seus produtos.
b) a Revolta dos Alfaiates, na Bahia, mostrou-se contra a escravidão e teve apoio da população mais pobre de Salvador,
c) todas rebeliões políticas do século XVIII foram claramente contra a escravidão; sobretudo, as que ocorreram em Pernambuco.
d) a vinda das ideias liberais para o Brasil em nada contribuiu para o fim da escravidão no século XIX,
e) o fim do tráfico em 1850 não teve relação com a luta contra a escravidão, não abrindo, pois, espaços para sovas reivindicações de liberdade.


5 - A Conjuração Baiana (1798) diferenciou-se da Conjuração Mineira (1789), entra outros aspectos, porque aquela:

a) envolveu a alta burguesia da sociedade do Nordeste.
b) pretendia a revogação da política fiscal do Marquês de Pombal.
c) aglutinou a oficialidade brasileira insatisfeita com seu soldo,
d) teve um caráter popular, com preocupações sobretudo sociais.
e) ficou também conhecida como ‘revolta dos marinheiros”.

6 - A crise do sistema colonial foi uma construção histórica. Muitas rebeliões aconteceram e evidenciaram os descontentamentos dos colonos com as atitudes da metrópole. No Brasil colonial, tivemos:

( ) Revolta dos Mascates, que ameaçou o domínio português com as alianças políticas feitas entre os comerciantes do Recife e a aristocracia de Olinda,
( ) a Inconfidência Mineira, que defendia, Influenciada pelas ideias iluministas, o fim imediato da escravidão,
( ) Inconfidência Baiana, em 1798, que contou com a liderança marcante dos grandes proprietários da terra e a participação dos maçons na divulgação das ideias liberais,
a Guerra dou Emboabas, que ameaçou o domínio português, no século XVIII, com a ação dos rebeldes que conseguiram o controle e a exploração das minas de ouro.
( ) a Revolução de 1817, com a participação destacada do clero pernambucano e com a defesa de princípios do liberalismo.

a) V,V,V,V,V
b)V,V,F,F,V
c)F,F,V,F,V
d)F,F,F,F,V
e)F,F,F,F,F


7 - Leia as afirmações sobre a Sedição Baiana de 1798 e assinale a alternativa CORRETA.
I. Conhecida como Conjuração Baiana ou dos Alfaiates, a Sedição de 1798, foi um movimento social de caráter republicano e abolicionista.
II, Diferentemente da Conjuração Mineira, o movimento de 1798 teve apoio dos setores mais explorados da sociedade colonial.
III. Entre as reivindicações dos sediciosos estavam o fim do domínio colonial, a separação Igreja-Estado e a igualdade de direitos, sem distinção de cor ou de riqueza.
IV. Dos muitos processados, quatro foram enforcados. Entre eles, Manuel Faustino dos Santos, de apenas 23 anos.
V, O movimento caracterizou-se pela distribuição de panfletos manuscritos na cidade de Salvador.

a) apenas I, II e IV estão corretas
b) apenas II, III e V estão corretas
c) apenas III e V estão corretas
d) apenas I e IV estão corretas
e)todas estão corretas


8 - A respeito da independência do Brasil, pode-se afirmar que:

a) consubstanciou os ideais propostos na Confederação do Equador.
b) instituiu a monarquia como forma de governo, a partir de amplo movimento popular.
c) propôs, a partir das ideias liberais das elites políticas, a extinção do tráfico de escravos, contrariando os interesses da Inglaterra. ‘
d) provocou, a partir da Constituição de 1824, profundas transformações na estruturas econômicas e sociais do País.
e) implicou na adoção da forma monárquica de governo e preservou os interesses básicos dos proprietários de terras e de escravos.


9 - Assinale a opção cujo conteúdo está ligado à concretização da emancipação política do Brasil, em 1822:

a) reforço da política de monopólios adotada peio governo de D. João no Brasil.
b) apoio do rei aos setores liberais da colônia, como no caso da Revolução Pernambucana.
c) política recolonizadora do Brasil adotada pelas cortes portuguesas.
d) desdobramento da Revolução Liberal do Porto na colônia.
e) reação das elites coloniais à permanência do Príncipe Herdeiro de Portugal na colônia.


10 - A Independência do Brasil despertou interesses conflitantes tanto na área econômica quanto na área política.
Qual das alternativas apresenta esses conflitos?

a)Os interesses econômicas dos comerciantes portugueses se chocaram com o “liberalismo econômico” praticado pelos brasileiros e subordinado à hegemonia da Inglaterra.
b) A possibilidade de uma sociedade baseada na igualdade e na liberdade levou a jovem nação a abolir a escravidão,
c) As colônias espanholas tornaram-se independentes dentro do mesmo modelo brasileiro: monarquia absolutista.
d) A Guerra da Independência dividiu as províncias brasileiras entre o “partido português” e o “partido brasileiro”, levando as Províncias do Grão-Pará, Maranhão, Bahia a Cisplatina a apoiarem, por unanimidade, a Independência.
e) Os republicanos, as monarquistas constitucionalistas e os absolutistas lutaram lado a lado pela Independência, são deixando que as suas diferenças dificultassem o processo revolucionário.


Gabarito:

1)D 2)B 3)E 4)B 5)D 6)D 7)E 8)E 9)C 10)A


Fonte: http://vestiweb.blogspot.com.b

Nenhum comentário:

Postar um comentário