Planeta Sustentável

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Pacto do Varsóvia


O que foi, criação  e contexto histórico
O Pacto de Varsóvia, também conhecido como Tratado de Varsóvia, foi um acordo de cooperação militar firmado em 17 de maio de 1955 pelos oito países que formavam o Bloco do Leste (países socialistas). Recebeu este nome, pois o tratado foi firmado na cidade de Varsóvia (Polônia). A sede da aliança militar ficava na cidade de Moscou.
O Pacto de Varsóvia era liderado pela União Soviética e surgiu no contexto da Guerra Fria, momento da história em que houve uma grande corrida armamentista entre países socialistas e capitalistas.
Objetivos principais:
- Ser um bloco militar que pudesse fazer frente à OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte), composta por países capitalistas e liderada pelos Estados Unidos.
- Proteger os países membros de um possível ataque militar da OTAN. Defesa mútua em caso de ataque a algum país membro.
- Organizar militarmente os países do Bloco do Leste. Foi estabelecido um Estado Maior conjunto que serviria para coordenar os esforços nacionais em caso de guerra.
- Evitar uma declaração de guerra entre os países membros e as potências ocidentais.
 
Países membros:
- União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (líder)
- Bulgária
- Polônia
- Tchecoslováquia
- Hungria
- República Democrática Alemã (Alemanha Oriental)
- Albânia
- Romênia
Fim do Pacto do Varsóvia
O fim do Pacto de Varsóvia deve ser entendido no contexto das mudanças ocorridas no leste europeu, principalmente na União Soviética, a partir de 1989. Com o fim dos regimes socialistas no leste europeu, o Pacto de Varsóvia deixou de fazer sentido. A dissolução oficial foi firmada na cidade de Praga em 1 de julho de 1991.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário